Apenas um mês de Irlanda

Apenas um mês de Irlanda

Ontem completou um mês desde que chegamos à Dublin. Nesse pequeno período já deu pra passar por cada experiência. A cada situação, um aprendizado e a cada aprendizado, uma lição pra vida toda. Até porque viagem é a única coisa que você compra e te faz ficar mais rico!

Aqui em Dublin já deu pra notar que o frio que conhecíamos em São Paulo não é nada parecido. rs Além disso, o vento aqui é muito forte! Se você está caminhando contra o vento é muito comum ele desacelerar seus passos. Outra curiosidade é que sol e chuva ao mesmo tempo são muito comuns por aqui, logo, os arco-íris também.

Por qualquer lugar que passeamos, sempre encontramos alguém conversando em português, principalmente no centro de Dublin. Seja no mercado, no parque, em um pub, sempre haverá um brasileiro por onde você for.

Sabe aquelas roupas de moletom, super confortáveis? Não as use fora de casa, principalmente se for da Adidas ou Nike e das cores cinza e azul, pois você poderá ser confundido com um knacker.

Se você quer continuar se alimentando com as comidas do Brasil, prepare o bolso! Há diversos mercados brasileiros espalhados pela cidade mas os preços são bem salgados. Então vá experimentando adaptar os alimentos irlandeses para o nosso paladar. O feijão daqui costuma ser doce. Esses são aqueles encontrados no mercado com o rótulo de Baked Beans. Encontramos uma opção que não é doce, são os Red Beans. Eles são um pouco maiores que o nosso feijão brasileiro, mas o gosto é mais parecido.

Esqueça fritura! Tudo aqui é feito no forno, seja a nossa batata frita, seja nuggets. Isso torna a nossa alimentação mais saudável 🙂 Ah! E se você quer comer carne, frango ou peixe (que não seja nada empanado), prepare o bolso também porque aqui é bem mais caro que no Brasil, infelizmente. rs

O paraíso das compras em relação a vestuário, para homens e mulheres, chama-se Pennys. Você encontra casacos por 6 euros, tênis por 11 euros e por aí vai. Claro que todo mundo que já mora aqui sabe dos preços baixos dessa loja então é muito fácil você encontrar por aí várias pessoas vestindo a mesma blusa, a mesma touca, usando a mesma bolsa, etc.

Ah! E a saudade da família aperta, viu? Mesmo que você mande cartões postais, fale ao telefone ou por Skype, a saudade vem que vem!

Há muito ainda pra nós conhecermos e não queremos perder nenhuma oportunidade. Nosso objetivo é passar pra vocês um pouco da nossa experiência e com isso ajudar quem está vindo pra cá. Então se vocês querem saber sobre um assunto específico ou tirar dúvidas, não deixem de nos escrever. Teremos o maior prazer em ajudá-los!

Até o próximo post!

Compartilhe! 🙂

Posted by

Somos um casal apaixonado por viagens. Além disso, adoramos compartilhar nossas aventuras e o nosso dia-a-dia também. É exatamente sobre tudo isso que falamos no nosso blog partiumundo.com, o qual convidamos a todos a darem uma conferida, pois é lá que vocês encontrarão dicas para viagens de uma forma geral. Sejam bem vindos e esperamos receber feedback de vocês. Beijos carinhosos, Carolina e Victor.

6 thoughts on “Apenas um mês de Irlanda

    1. Olá, Adriana!
      Ainda tem muito mais por vir… e nosso objetivo é exatamente esse, passar pra vocês um pouco do nosso dia-a-dia pra facilitar a vinda de quem ainda está por vir.
      Boa sorte e obrigada pelo comentário.
      Beijos

  1. Carol, que notícia boa! Tenho certeza que essa viagem vai colaborar com sua evolução e será importante para você ter mais sucesso. Torci, Torço e torcerei sempre por vc. Beijos e aproveita bastante 😀

    1. Ain que lindaaaa! *-* Nossa, fiquei tão feliz com o seu comentário!
      Foi muito bom trabalhar com vc, aprendi muito e sempre te admirei. Não soó como profissional, mas como pessoa também. 🙂
      Obrigada!
      Bjo bjo bjooooo <3

    1. Oi Vagner! Tudo bem?
      Nada para se preocupar. Apenas evite passar por perto deles, mas é super tranquilo andar de madrugada em Dublin.
      Claro que certas medidas de segurança indicamos em qualquer lugar do mundo.
      Eles nada mais são do que um pessoal que não tem o que fazer e gosta de ficar perturbando os outros. Mas se eles tiverem de um lado da calçada, basta atravessar e seguir em frente 😉

Deixar uma resposta