Anúncios

O’Connell Street – Dublin (Irlanda)

A O’Connell Street está para Dublin como a Av. Paulista está para São Paulo. Não pelo aspecto comercial, mas sim por ser a principal rua/avenida da cidade.

É possível encontrar de tudo por lá. Restaurantes, livrarias, loja de departamento, farmácias, cafés, cinema, hotéis, lojas de roupas, calçados e etc., além de prédios comerciais e monumentos históricos. O legal é que a altura dos prédios daqui nem se comparam com os da Av. Paulista. Os prédios da O’Connell são bem menores, então quando o céu está aberto, dá pra curtir a caminhada ao longo da rua.

DCIM100GOPRO
A O’Connell também serve de ponto de encontro pra muita gente e ela ainda é palco para o desfile anual do St. Patrick’s Day, o evento mais famoso do país.

Por conta da extensiva destruição causada pela Revolta da Páscoa (Easter Rising) em 1916 (falamos sobre ela neste post aqui e pela Guerra Civil de 1922, a maioria das construções desta rua datam a partir de 1920, com exceção do GPO, da livraria Eason & Son e da loja de departamento Clerys, os quais falaremos com mais detalhes adiante.

A O’Connell St. começa na O’Connell Bridge e o primeiro monumento é justamente de Daniel O’Connell.

DCIM100GOPRO

Daniel O’Connell viveu entre agosto de 1775 a maio de 1847. Conhecido como O Libertador, ou O Emancipador, foi um líder nacionalista irlandês da primeira metade do século XIX. Ele quem fez campanha para a Emancipação Católica — incluindo o direito dos católicos de se sentar no Parlamento de Westminster, negado por mais de 100 anos — e a revogação do Ato de União que combinou a Grã-Bretanha e a Irlanda.

O lado esquerdo a rua já conta com ótimas opções pra fazer um lanchinho! 😀 Estão localizados logo no começo da O’Connell St. o Starbucks, o Burguer King, o Eddie Rocket’s e o Mc Donald’s. Inclusive, se você sofre do mesmo problema que eu (te dá vontade de fazer xixi a curtos espaços de tempo. rs), o Mc Donald’s é um lugar perfeito, pois não há aquele tipo de advertência “acesso ao banheiro somente para clientes” e muita gente dá uma passadinha por lá com esse mesmo propósito porque eu já percebi! rs

O'Connell Street 3

Ainda do lado direito, você encontra duas lojas bacanas de calçados.

O'Connell Street 4 (1)

Seguindo a diante, a próxima estátua é de William Smith O’Brien, que viveu entre outubro de 1803 e junho de 1864. Ele foi um nacionalista irlandês e deputado e líder do movimento Young Ireland.

O'Connell Street 5

Continuando nossa caminhada, encontramos mais uma estátua. Desta vez, o representado aqui é o Sir John Gray Knt MD JP, médico, cirurgião, proprietário de jornal, jornalista e político. Ele foi um defensor de Daniel O’Connell, e depois de Charles Stewart Parnell, e defendeu a revogação do Act of Union que defendia a união da Grã-Bretanha com a Irlanda.

O'Connell Street 6

Do lado esquerdo, você encontra uma das mais famosas livrarias por aqui, a Eason & Son. A empresa foi fundada originalmente em 1819 como Johnston & Co. Desde então cresceu para se tornar o principal fornecedor na Irlanda de livros, jornais e revistas. Charles Eason e seu filho adquiriram o negócio de WH Smith, em 1886. Durante o século XIX, a empresa estava diretamente envolvida nas revoluções industriais e literárias que ocorreram em todo o país.

O'Connell Street 7

Ainda do lado esquerdo, você encontra a famosa loja Penney’s que, na verdade, é a Primark daqui. A loja leva outro nome, mas as próprias etiquetas das roupas vem escrito “Primark”.

O'Connell Street 8

No lado direito, por sua vez, você encontra o Indulge que oferece o melhor chicken fillet (sanduíche de filé de frango) de Dublin, na nossa opinião! Esse sanduíche é bem famoso por aqui. E sabe o que tem de melhor lá no Indulge? Ele sai por apenas € 2.00! Claro que você pode optar por incluir vários outros ingredientes e isso reflete no preço. No nosso caso, acrescentamos sempre queijo e sai por € 2.50.

O'Connell Street 9

Ainda do lado direito, mais a frente, você encontra a Clerys, uma das lojas de departamento mais famosas por aqui. O edifício neoclássico é facilmente notado pelo seu tamanho e beleza. A Clerys existe desde 1853, mas a construção localizada na O’Connell data de 1922, já que ela foi totalmente destruída na Revolta da Páscoa de 1916, como já citamos anteriormente. Em 2004 iniciou um programa de restauração de cinco anos, a um custo de € 24 milhões.

O'Connell Street 10

Em frente à Clerys está a estátua de bronze do irlandês James Larkin, um líder sindical que viveu entre janeiro de 1874 e janeiro de 1947. Originalmente, o ano de nascimento de Larkin foi incorretamente gravado como 1876 e posteriormente alterado para 1874. Dá pra perceber facilmente o erro ao olhar de perto.

O'Connell Street 11

Seguindo em frente, do lado esquerdo você encontra o imponente GPO (General Post Office), o principal correio de Dublin.

Durante a Revolta da Páscoa de 1916, o GPO serviu como sede dos líderes nacionalistas. O edifício foi destruído por um incêndio durante a rebelião e não foi reparado até que o governo republicano irlandês assumiu a tarefa alguns anos depois. A fachada é tudo o que resta do edifício original. Uma cópia original da Proclamação da República da Irlanda está em exibição no museu An Post no GPO, onde há uma exposição disponível ao público. O edifício manteve-se como um símbolo do nacionalismo irlandês.

E é neste correio que compramos a cartela de selos para os nossos postais que comentamos aqui.

DCIM100GOPRO

E, finalmente, apresentamos o Spire, o monumento mais famoso da cidade! Trata-se de um enorme cone de aço-inoxidável de 121,2 metros de altura, localizado em frente à Henry Street. Este monumento foi colocado no lugar do Pilar de Nelson, o qual foi destruído pelo IRA (Irsh Republican Army) em uma explosão em 1966.

O'Connell Street 13

O monumento foi encomendado como parte de uma reformulação de layout da O’Connell Street em 1999 já que sua popularidade e beleza havia declinado por uma série de razões, tais como a proliferação de restaurantes fast food e a abertura de lojas de produtos de baixo custo utilizando fachadas baratas de plástico que eram pouco atraentes. O Spire foi escolhido a partir de um grande número de inscrições em uma competição internacional por um comitê presidido pelo Lord Mayor de Dublin, Joe Doyle.

Mais a frente você encontra mais Mc Donald’s, Burguer King, Subway, restaurantes diversos, gelaterias, lojas de conveniências, e etc.

O'Connell Street 14 (2)

Achamos interessante mencionar a Carroll’s, uma loja de souvenirs irlandeses. Essa loja você encontra espalhada por toda a cidade, mas esta aqui é uma das maiores.

O'Connell Street 15

A frente, mais uma estátua. Agora é a vez do irlandês Theobald Mathew, mais conhecido como Father Mathew, um reformador católico que viveu entre 1790 e 1856.

O'Connell Street 16

Se você está afim de pegar um cineminha, é só dar uma passada no Savoy Cinema para escolher o filme.

O'Connell Street 17

Depois do cinema, um pouco mais adiante, você encontra o Madigan’s, onde tomamos o nosso primeiro café da manhã irlandês. Contamos nossa desagradável experiência aqui.

O'Connell Street 18

Quase já no final da rua, do lado esquerdo, até Cassino você encontra. Bora fazer nossas apostas? rs

O'Connell Street 19

Do lado direito, no final da rua, você encontra o The Gresham Hotel. E por conta da presença dele por lá, existe um ponto de taxi bem em frente ao hotel. O mais interessante disso é que existe uma imagem de Jesus Cristo com a seguinte placa na base de mármore:

“May God bless the taxi driver’s, keep them safe and watch over them on there journey’s in Memory of Eugene Lawlor Rank Organiser. R.I.P – maintained by the taxi driver’s O’Connell St.”

O'Connell Street 20

E por fim, mas não menos importante, no final da O’Connell, esquina com a Parnell St. está o Parnell Monument. Este obelisco de um pouco mais de 17 metros de altura foi construído em homenagem ao Charles Stewart Parnell, um político e nacionalista irlandês, membro do Irish Parliamentary Party (Partido Parlamentar Irlandês), e representante de seu país no Parlamento em Londres.

O'Connell Street 21

E pra finalizar, acompanhe o nosso giro pela O’Connell Street.

Quer saber mais? Então deixe sua pergunta aqui nos comentários.

COMPARTILHE! ❤

Anúncios

Etiquetas:, , , ,

3 thoughts on “O’Connell Street – Dublin (Irlanda)

  1. […] (cidadãos do exército irlandês) tomaram conta do GPO (General Post Office – o correio da O’Connell Street) e de mais alguns prédios estratégicos em Dublin e declararam independência em relação ao […]

    Gostar

  2. […] tomaram conta do GPO (General Post Office – o correio da O’Connell Street que mencionamos aqui) e de mais alguns prédios estratégicos em Dublin e declararam independência em relação ao […]

    Gostar

  3. […] conta do GPO (General Post Office – o correio da O’Connell Street que mencionamos aqui) e de mais alguns prédios estratégicos em Dublin e declararam independência em relação ao […]

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: