O que fazer em Barcelona / Things to do in Barcelona: Park Güell

Originado em 1900, o Park Güell é um dos pontos turísticos mais visitados em Barcelona com cerca de 4 milhões de visitantes por ano. A UNESCO inclusive declarou o local como um Patrimônio Cultural da Humanidade em 1984. A visita ao parque é imperdível! Definitivamente vale a visita!

Aqui neste post você vai encontrar as melhores dicas sobre como aproveitar a sua visita e evitar qualquer tipo de problema.

Originated in 1900, Park Güell is one of the most visited attractions in Barcelona within 4 million visitors a year. The UNESCO even declared it a Cultural Heritage of Humanity in 1984. It’s a must-go! Definitely worth visiting!

Here on this post you’ll find the best tips on how to enjoy your visit and avoid any sort of trouble.

barcelona - park güell 1

História / History

Eusebi Güell confiou a Gaudí o plano e projetar um elegante condomínio com casas de família em uma grande propriedade que Güell tinha adquirido na zona popularmente conhecida como Muntanya Pelada (montanha pelada). Mas o conjunto habitacional não teve sucesso e o espaço foi transformado em parque público. Güell queria recriar os bairros residenciais britânicos de elite e foi por isso que ele usou a forma Inglês “Park” no nome Park Güell.

Eusebi Güell entrusted to Gaudí the plan to design an elegant estate with family homes in a large property that Güell had acquired in the zone know popularly as the Muntanya Pelada (bare mountain). But the housing development was unsuccessful and the space was instead turned into a public park. Güell wanted to recreate the selective British residential estates, and that was why he used the English form “Park” in the name Park Güell.

barcelona - park güell 2

A dica mais importante: compre o ingresso online com antecedência para evitar filas enormes e baixe o app Park Güell para opções de rotas e áudio-guias. O parque é enorme e você precisa ter uma rota já planejada.

Começamos a explorar o parque através da entrada da rua Carrer D’Olot. Aqui vai uma visão geral sobre todos os pontos de interesse.

The most important tip: book ahead online to avoid huge queues and download the Park Güell app for route options and audio guides. The park is huge so you need to have a pre planed route.

We started to explore the park through the entry from  Carrer D’olot. Here’s an overview about all points of interest.

barcelona - park güell 3

A. Entrada e Recepção / The Porter’s Lodge

A entrada principal do parque conta com umas portas de ferro procedentes da Casa Vicens, uma obra anterior de Gaudí. De ambos os lados encontram se os dois pavilhões que formavam a portaria da urbanização. Ambos mostram uns revestimentos de grande originalidade com cacos de azulejo. A casa da esquerda, que atualmente alberga a livraria, foi concebida como recepção para os visitantes da urbanização, com uma espaçosa sala de espera.

The main entrance to the park has some iron gates that had been brought from Casa Vicens, an early work by Gaudí. To either side are the two pavilions that formed the porter’s lodge of the estate. Both have roofs of great originality, clad with trencadís (tiled-shard mosaic). Where currently houses the shop/bookshop, was conceived as a porter’s lodge to receive visitors to the estate, with a spacious waiting room.

barcelona - park güell 4

B. A Casa do Guarda / The Porter’s House

A residência do porteiro da urbanização à direita da entrada principal do Park Güell, foi construída entre 1901 – 1903. Atualmente é parte do Museu de História de Barcelona. É um dos poucos exemplos de habitação modesta de Gaudí, prática e simples mas sem renunciar à riqueza formal, fazendo uso marcante do estilo abóbada catalã de arquitetura.

The porter’s house of the estate, to the right of the mains entrance, was built between 1901 – 1903. It’s currently part of Barcelona History Museum. It’s one of the few examples of modest dwellings created by Gaudí, practical and simple though without renouncing formal richness, and making remarkable use of the Catalan vault style of construction.

barcelona - park güell 5

C. Escadaria Monumental / Monumental flight of steps

A escadaria começa na praça de entrada, enquadrada por dois muros convexos coroados por ameias, com um refúgio aberto à volta de uma coluna cônica na parte direita. Trata-se de uma escadaria dupla e dividida em seções que ascendem até à Sala Hipostila ou Sala das Colunas, sob a qual se encontra a cisterna que alimentava as fontes do seu eixo central.

A escada está plena de detalhes. Em primeiro lugar, veem-se umas formas caprichosas, à maneira de grotescos, que recordam as grutas descobertas ao construir a propriedade. Mais acima surpreendem os elementos esculturais revestidos de cacos de azulejo. Primeiro, uma fonte em forma de cabeça de serpente sobre o escudo da Catalunha. A seguir o dragão de cores muito vivas. Na parte superior há um trípode que parece ser formado por três serpentes, em frente de um banco circular que oferece uma bela perspectiva do conjunto.

The steps start from the entrance square, framed by 2 convex walls with merlons, with a shelter beside a conical column on the right-hand side. It’s a double flight of steps divided into sections that ascends to the Hypostyle Room or Columns Room, beneath which is a tank that feeds the springs on its central axis.

The flight of steps is full of details. Firstly, we find capricious shapes, like gargoyles, reminiscent of the grottos that were discovered in making the estate. A little higher, visitors are surprised by the sculptural features clad with tile-shard mosaic. First, there’s a fountain in the form of a snake’s head above the shield of Catalonia. Then comes a very bright coloured dragon. At the upper part there’s a tripod that appears to be formed by 3 snakes, in front of a circular bench that offers a fine perspective of the whole.

barcelona park guell

DCIM101GOPRO

barcelona - park güell 8

barcelona - park güell 9

DCIM101GOPRO

DCIM101GOPRO

barcelona - park güell 12

D. Sala Hipostila, o exterior / Hypostyle Room, the outside

É um espaço coberto com 86 colunas estriadas, inspiradas na ordem dórica e coroadas por entablamento que também incorpora formas procedentes dos estilos clássicos. Por cima da cornija destaca-se, com um marcado contraste de formas e cores, o banco de cerâmica da praça superior.

As colunas exteriores inclinam-se, juntamente com a cornija, num movimento ondulante, abertamente contrário às regras da composição clássica, que reforça a percepção do seu papel estrutural e outorga um forte caráter ao conjunto.

A covered area with 86 striated columns inspired in the Doric order and crowned by an entablature that also incorporates shapes taken from classical styles. Above the cornice and standing out for its strong contrast of shapes and colors, is the ceramic bench of the upper square.

The outer columns slope, along with the roof, in an undulating movement, running clearly counter to the rules of classical composition, thus reinforcing the perception of their structural role and lending the whole a strongly marked character.

barcelona - park güell 13

DCIM101GOPRO

E. Sala Hipostila, o interior / Hypostyle Room, the interior

A sala foi concebida como um espaço coberto que, entre outros usos, podia funcionar como mercado da propriedade. O ritmo regular da densa colunata é interrompido para criar 3 espaços livres, um central maior e 2 menores, como as naves de um templo.

The room was conceived of as a covered space which, among others uses, could serve as a market for the estate. The regular layout of the dense colonnade is interrupted at certain sections to create 3 open spaces, one larger central one and 2 smaller ones, like the naves of a church.

barcelona - park güell 15

barcelona - park güell 16

F. Jardins de Áustria / Austria Gardens

Era uma das zonas do conjunto habitacional destinadas a serem dividas em lotes menores para construção de residências, mas foi ocupada por uma creche municipal quando, no ano de 1926, a Autarquia de Barcelona abriu o parque ao público. Nos anos 60 foi convertido num jardim com canteiros concebido por Lluís Riudor. Deve o seu nome a uma doação de árvores procedentes da Áustria.

Estas duas casas foram construídas enquanto o Park Güell era um bairro residencial e uma delas é a Casa-Museu Gaudí, onde Gaudí viveu a maior parte de seus últimos 20 anos (1906-1926). Nela contém móveis desenhados por ele (incluindo itens que antes eram das casas em La Pedrera, Casa Batlló e Casa Calvet) e outras recordações. A casa foi construída em 1904 por Francesc Berenguer i Mestres como um protótipo para as cerca de 60 casas que foram originalmente planejadas aqui.

This was one of the zones of the residential estate that was meant to be divided into plots for houses but was instead occupied by a municipal plant nursery when Barcelona City Council opened the park to the public in 1926. In the 1960s it was made into a garden with parterres designed by Lluís Riudor. It owes its name to a donation of trees from Austria.

These 2 houses were built while Park Güell was a residential estate and one of them is the Gaudí House Museum, where Gaudí lived for most of his last 20 years (1906–26). It contains furniture by him (including items that were once at home in La Pedrera, Casa Batlló and Casa Calvet) and other memorabilia. The house was built in 1904 by Francesc Berenguer i Mestres as a prototype for the 60 or so houses that were originally planned here.

barcelona - park güell 17

DCIM101GOPRO

barcelona - park güell 19

barcelona - park güell 20

G. Praça da Natureza / Nature Square

O terreiro era conhecido como o Teatro Grego ou Teatro da Natureza, já que ali estava prevista a celebração de espetáculos ao ar livre. Ao contrário do resto do parque, que se adapta ao relevo, a praça está em parte, sustentada pela Sala Hipostila. O banco ondulado que a rodeia foi projetado por Joseph Maria Jujol entre 1910 e 1914, com blocos pré-fabricados revestidos de cacos de azulejos e de peças de cerâmica cilíndricas.

Nas primeiras décadas do século XX foram feitas na praça celebrações de todos os tipos, desde eventos desportivos e de subida de balões aerostáticos até atos sociais diversos.

Gaudí era tão inteligente que criou não apenas um belo lugar! Este local gigante foi concebido como uma espécie de área de captação de água da chuva para lavar a encosta. A água é filtrada através de uma camada de pedra e areia, e escoa para baixo através das colunas para uma cisterna subterrânea.

The esplanade was known as the Teatre Grec or Nature Theatre, as it was meant for the holding of open-air-shows. Unlike the rest of the park, which adapts to the relief of the terrain, the square is partly dug into the mountain and partly held up by the Hypostyle Room. The undulating bench that runs around it was planned by Joseph Maria Jujol between 1910 and 1914, made from prefabricated blocks of concrete clad with tile-shard mosaic and cylindrical pieces of pottery.

In the first decades of the 20th century all kinds of celebrations were held there, from sports events and a balloon flight to a wide variety of social events. 

Gaudí was so smart that created not only a beautiful place! This giant site was designed as a kind of catchment area for rainwater washing down the hillside. The water is filtered through a layer of stone and sand, and it drains down through the columns to an underground cistern.

barcelona - park güell 21

DCIM101GOPRO

barcelona - park güell 23

H. Pórtico da Lavadeira / Portico of the Washerwoman

Uma porta de ferro muito gaudiniana leva aos jardins da antiga fazenda, a Casa Larrard. Ali pode ver-se um pórtico, ligado ao muro de contenção da via superior, feito de pedra bruta, que adota o perfil de uma grande escadaria. No exterior estão dispostos vários contrafortes, um dos quais possui uma rústica cariátide conhecida como “a Lavadeira”, já que mostra uma mulher com os acessórios do dito ofício.

Gaudí resolve o diálogo entre arquitetura e natureza de uma maneira dramática e excepcional, aumentando a tensão entre os dois princípios. O domínio das estruturas e dos materiais mais variados permite-lhe inventar um mundo de formas único e, ao mesmo tempo, cheio de referentes simbólicos.

A highly Gaudian iron gate leads into the gardens of the former farmhouse, the Casa Larrard. We find a portico, backing onto the retaining wall of the upper roadway, made from unhewn stone and adopting the profile of a huge weave. To its exterior is whole series of buttresses, one of which depicts a rough caryatid know as the Washerwoman, because it shows a woman with the tools of that trade.

Gaudí resolved the dialogue between architecture and nature in a dramatic and exceptional manner by increasing the tension between the two principles. His mastery of the most diverse structures and materials allows him to invent a unique world that is at the same time full of symbolic references.

park guell barcelona

I. Rampa e Casa Larrard / Ramp and Casa Larrard

O Pórtico da Lavadeira acaba numa rampa em espiral com colunas helicoidais de grande ousadia formal. A disposição do conjunto cria uma estrutura muito elegante a suas alturas, unindo a varanda superior com a inferior.

The Pòrtic de la Bugadera (Portico of the Washerwoman) ends in a spiral ramp with helicoidal columns showing great formar boldness. The layout of the whole creates a very elegant dual-height structure, merging the upper and lower balconies.

DCIM101GOPRO

barcelona - park güell 26

Grande parte do parque ainda é arborizada e está repleta de passarelas. As melhores vistas são do Turó del Calvari no canto sudoeste.

Much of the park is still wooded, but it’s laced with pathways. The best views are from Turó del Calvari in the southwest corner.

barcelona - park güell 27

A fim de chegar lá, você pode pegar as linhas de ônibus 24, 32 ou 92. Estas são as melhores opções de transporte público, porque se você vai visitar o parque de metro, melhor estar preparado para, pelo menos, 20 minutos de caminhada. Os últimos 200m são de subida bem íngreme. Se você vai de ônibus 24, desça uma parada de ônibus após o parque, assim você não precisa subir, mas sim descer. Além disso, a vista lá de cima é deslumbrante!

In order to get there you can get bus 24, 32 or 92. These are the best options of public transport because if you’re visiting the park by metro be prepared for at least a 20 minute walk. The last 200m is up a steep hill. If you go by bus 24, get off a bus stop after the park, so you don’t have to go up, but down. Besides, the view up there is stunning!

barcelona - park güell 28

Se você quiser verificar preços, horários e informações gerais sobre o Park Güell, visite o site oficial do parque.

If you want to check prices, opening hours and general information about Park Güell, visit its official website.

park guell barcelona

DCIM101GOPRO

DCIM101GOPRO


 “Não existem linhas retas ou cantos vivos na natureza. Portanto, os edifícios não devem ter linhas retas ou cantos agudos. ” Antoni Gaudí

“There are no straight lines or sharp corners in nature. Therefore, buildings must have no straight lines or sharp corners.” Antoni Gaudí


Veja também / See also:

Todos os posts sobre Barcelona clicando aqui.

All blog posts about Barcelona clicking here.

Posted by

Somos um casal apaixonado por viagens. Além disso, adoramos compartilhar nossas aventuras e o nosso dia-a-dia também. É exatamente sobre tudo isso que falamos no nosso blog partiumundo.com, o qual convidamos a todos a darem uma conferida, pois é lá que vocês encontrarão dicas para viagens de uma forma geral. Sejam bem vindos e esperamos receber feedback de vocês. Beijos carinhosos, Carolina e Victor.

2 thoughts on “O que fazer em Barcelona / Things to do in Barcelona: Park Güell

Deixar uma resposta